Mito Telê Santana

 

Telê Santana da Silva (Itabirito, 26 de Julho de 1931 — Belo Horizonte , 21 de abril de 2006) foi um dos mais importantes treinadores e jogadores da história do futebol brasileiro. Após perder duas Copas do Mundo no comando da Seleção Brasileira, amargou por muito tempo a fama de "pé-frio". Mesmo assim, em pesquisa realizada pela revista esportiva Placar, nos idos dos anos 1990, foi eleito por jornalistas, jogadores e ex-atletas o maior treinador da história da Seleção Brasileira de Futebol. A partir de 1990 até o início de 1996, comandou o São Paulo, conquistando duas vezes a Taça Libertadores da América e o Mundial Interclubes. É considerado o maior treinador são-paulino em todos os tempos e um dos ídolos do clube, sendo apelidado pela torcida com a alcunha de "Mestre Telê". Como jogador, é ícone do Fluminense pela intensa dedicação que ofereceu ao seu clube do coração — que valeu-lhe o apelido "Fio de Esperança" —, onde também começou a sua vitoriosa carreira de treinador de futebol. Até hoje é o técnico que mais dirigiu o Atlético Mineiro em jogos oficiais.

 

           

    São Paulo - A 'Era Telê'

Foi no São Paulo que ele acabou de vez com a fama de "pé-frio" e também foi onde viveu os melhores anos da sua carreira como treinador, conquistando muitos títulos pelo clube.

Chegou ao tricolor paulista em outubro de 1990 - para substituir o técnico até então Pablo Forlán. Encontrou um time que três meses antes tinha tido um desempenho pífio no Campeonato Paulista, com seu principal jogador - Raí, no banco.

Com a personalidade de sempre, apostou no talento de Raí e também em novatos como Antônio CarlosCafuLeonardo e Elivelton. Levou o time que ocupava uma posição intermediária noCampeonato Brasileiro, até a final. Mas ficando com o vice-campeonato frente ao Corinthians, acabou servindo para mais uma vez trazer à tona a fama de "pé-frio".

Em 1991, com o time entrosado, tendo Raí como o líder da equipe em campo e sob o comando de Telê - os jogadores ganharam confiança, evoluíram e conquistaram o Campeonato Brasileiro de 1991. Meses depois encontra o Corinthians na final do Paulistão, mas dessa vez é o São Paulo que saiu como campeão, pelo Campeonato Paulista - enterrando de vez a fama de azarado.[1]Assim, passou a ser o único técnico brasileiro a ter conquistado os quatro principais campeonatos estaduais do país (São PauloRio de JaneiroMinas Gerais e Rio Grande do Sul).

Foi campeão continental pela primeira vez na Copa Libertadores da América de 1992 - ao vencer o time argentino Newell's Old Boys, na disputa de pênaltis - realizada no Estádio do Morumbi.

Em dezembro venceu o Palmeiras no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, viajou para o Japão - onde conquistou o título mundial de clubes de 1992, ao vencer o time do Barcelona de virada por 2 a 1 - com Stoichkov abrindo o placar para o Barcelona e com Raí empatando o jogo e também marcando o gol do título mundial. Voltou para o Brasil e venceu também o segundo jogo da final do Paulistão, conquistando o bicampeonato consecultivo, do Campeonato Paulista. Antes de acabar o ano de 1992, Telê foi premiado como o "Melhor técnico da América do Sul de 1992".

O ano de 1993, foi o ano mais vitorioso da carreira como técnico - pois ganhou quatro títulos internacionais oficiais, todos eles no mesmo ano - e assim acabou conquistando uma Quádrupla Coroa Internacional - sendo até hoje o único técnico do mundo a atingir tal feito.

O primeiro título de 1993 foi a Copa Libertadores da América - vencendo o Universidad Católica por 5 a 3 no resultado agregado - pois empataram em número de pontos (uma vitória para cada lado). A segunda conquista, foi a Recopa Sul-Americana - vencida na disputa de pênaltis contra o Cruzeiro, após empatarem nos dois jogos. Faltando menos de um mês para o mundial, ainda foi campeão daSupercopa Libertadores - conquistada na disputa de pênaltis contra o Flamengo - após empatarem os dois jogos por 2 a 2.

Em dezembro Telê conquistou novamente o título mundial pelo tricolor — vencendo o Milan por 3 a 2. A conquista do título mundial, foi o quarto título internacional conquistado pelo São Paulo e também pelo técnico Telê Santana em 1993 - completando assim, uma inédita Quadrúpla Coroa Internacional — sendo conquistada por ser campeão de quatro competições internacionais oficiais, com todos os títulos sendo conquistados no mesmo ano.

A torcida são-paulina passou a chamá-lo de "Mestre". No período em que esteve no São Paulo, o técnico Telê preferiu morar no próprio Centro de Treinamento do clube.

Após sofrer uma isquemia cerebral em janeiro de 1996, teve que abandonar o futebol e viu a sua saúde debilitar-se bastante, com problemas na fala e na locomoção, entre outros. Apesar de debilitado, acreditava que poderia voltar a trabalhar e, nos dias de mau humor, culpava a família por "impedi-lo". No começo de 1997, chegou a fechar contrato para ser o técnico do Palmeiras, mas seus problemas de saúde impediram que ele assumisse o cargo.

No dia 21 de abril de 2006, depois de ficar por cerca de um mês internado devido a uma infecção intestinal, que desencadeou uma série de outras complicações, o "Mestre" Telê Santana faleceu em Belo Horizonte.

 

 

 

© 2011 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode